sábado, 21 de fevereiro de 2015

Coisas de mãe



As vezes penso em ter ou não ter mais filhos! Será que é assim tão mau ser filho único?! Eu adoraria ter sido filha única claro que depois de viver com mais 3 irmãos não trocaria por nada! Amo muito cada um deles!
Ontem fomos jantar com dois casais amigos e a conversa surgiu, ter ou não ter mais filhos!
Paro para pensar em tudo o que eu dou a minha Mimi teria que ser a dividir por mais um, tudo que ela já teve, o próximo se calhar não teria direito... Isso é justo?!
Um quarto só pra ela até ao 5 anos e depois vai ela perder o seu espaço, e o próximo nunca terá o seu?!
Escola privada, dança, inglês, natação, musica... Tudo isso ela tem! Vou eu ter condições de continuar a dar a ela tudo, tendo mais um filho...
Isso de dizer que quem cria um, cria dois! ou Onde come um, comem dois! Sei que é verdade mas não sei até que ponto estaria eu a ser justa!
Por vezes sei que há coisas que ela não sentiria falta se não tivesse, mas por eu não ter tido quero que ela tenha! No jantar de ontem um amigo disse uma frase que eu assumo que é mesmo verdade! "Nós temos traumas e não queremos que eles tenham, mas toda criança acaba por ter um!"
Mas também é verdade que tudo o que tiver ao meu alcance para ela não ter nenhum trauma de infância vou fazer. Sou mãe, e não perfeita!
Critiquem-me se eu estiver errada!

Beijinhos:-)



16 comentários:

Aline Patricia disse...

Gente as vezes tenho medo de ter filhos, não sei se terei, mas acredito que vou ser super protetora porque vou ter muito medo de descuidar deles.

http://Secret Place/

Crocheteando...momentos! disse...

Princesa...sempre desejei ser mãe...e Deus não quis pois em vez de dois...poderia ter quatro...ou não!!!
No meu ponto de vista...só deveria ser mãe...quem isso deseja...uma vez que a nossa tarefa é bem mais fácil!!!
Um bom fim de semana e bj

Anónimo disse...

Ser mãe é das coisas melhores da vida, apesar de não o ser, adoro crianças :)

Lucas - Blog: Overture disse...

Não tenho filhos. Mas ousarei dizer-te alguma coisa. A decisão de ter ou não mais filhos é de competência exclusiva do casal. O máximo que alguém pode apresentar são abordagens do que significa ter ou não ter. Talvez por ter quatro irmãos, eu penso que o que um filho mais quer é um irmão, uma irmã. Quando não existe um irmão, ele ou ela acaba se identificando o melhor que pode com amiguinhos, que acabam sendo para eles como irmãos. É verdade que pensamos no que dar a um filho. Se tiver dois, vai tirar o espaço do primeiro... Mas... não vai tirar o espaço do segundo também? é só o primeiro que vai ter menos apoio financeiro? não é o segundo também? Os dois são filhos. repito: o casal é que decide. Mas penso que dois ou tr~es filhos é sempre melhor que um. Abraçossssssss

Tulipa Negra disse...

Tenho 23 anos e um irmão com 18 e uma irmã com 8 e não imagino a minha vida sem eles. Confesso que fui mais privilegiada, até o meu irmão nascer era filha única, neta única e sobrinha única portanto era tudo para mim. Não tens de dar a todos o que deste à primeira até porque passam a ser dois em vez de um, o importante é dividires o que tiveres pelos dois a partir do momento em que passam a ser dois. Quanto a prendas o valor é sempre semelhante independentemente da prenda que for. Relativamente a coisas que precisamos nós nunca temos as mesmas coisas na mesma altura. Por exemplo se o meu irmão precisa de uns ténis a minha mãe não vai comprar uns para mim e para a minha irmã também. Assim como se eu preciso de um livro ou a minha irmã de uma flauta não temos todos um livro e uma flauta. Cada um tem o que precisa e apesar das dificuldades nunca nos faltou o essencial. Além disso são um apoio e uma fonte de amor constante e não acho justo privar ninguém desse tipo de relação, até porque os pais não estão para sempre presentes - infelizmente - e nos momentos difíceis ninguém substitui um irmão. Claro que tu é que sabes =P

Anónimo disse...

Dou por mim a pensar o mesmo! E ainda nem tenho nenhum! Tenho uma irmâ. E sei o quão difícil é dar tudo igual a dois filhos. Nunca se consegue dar a mesma atenção e etc aos dois de forma igual.
Se por um lado queria mais do que um, por outro acho que nunca vou conseguir ter mais do que um porque vou querer dar tudo do bom e do melhor e o tempo e dinheiro não esticam.

B&A

Daniela Costa disse...

Eu tenho um irmão e claro que se ele fosse filho único teria tudo aquilo que queria, mas se lhe perguntar o que preferia diz logo: prefiro que existas para ao menos te chatear a cabeça (:

Jessiiiih =) disse...

Oii :)
Amei aqui, ta uma passada no meu.
http://umagarotacitouu.blogspot.com.br/

Beeijos

Mariana disse...

Eu tenho duas irmãs e sei que não foi fácil para a minha mãe, em muitos momentos, até porque temos idades muitos espaçadas... Mas acho que também depende das circunstâncias. Agora, que há coisas que só os irmãos percebem, isso há! Das melhores coisas da vida é a relação próxima com um irmão :)

Pretty in Pink disse...

Eu percebo esse ponto de vista mas há coisas que só quem tem irmão tem e não troca por nada! O se sentir acompanhado, o ter de quem cuidar, o ter com quem dividir segredos, alguém que o perceba...Enquanto fui filha unica achei a minha vida muito chata sempre a brincar sozinha e tinha tudo e mais alguma coisa, no momento em que o meu irmao nasceu tudo mudou...posso ter perdido actividades na escola ou tantas roupas novas mas nao o trocava pelo meu irmao nunca :)

Beijinho*

Isamara Alves disse...

Muito interessante seu texto, eu tenho 1 irmã e 1 irmão e é sempre bom essa companhia de irmãos, ter alguém em quem confiar essas coisas. Amo meus irmãos. Seguindo.
Beijos

http://tendenciateenoficial.blogspot.com.br/

Tcar disse...

Não sou mãe ainda, mais penso igual você, porém quando vejo minha familia, tenho apenas um irmão e sei que fomos criados com o mesmo amor, carinho e atenção, mesmo que em certos momentos um filho requer mais atenção que o outro, acredite que quando você realmente é mãe, pode ser um, pode ser dois, e assim por diante que seu amor vai ser o mesmo por todos, como diz o ditado coração de mãe sempre cabe mais um ...

http://faalamesmo.blogspot.com.br/

Inês Direito disse...

Eu acho que essa decisão deve caber ao bom senso de cada um. Percebo perfeitamente que queiras o melhor para os teus filhos e que eles tenham oportunidades iguais, mas também é verdade que as pessoas arranjam sempre uma solução :)
R: Sim é uma aula especial para o rabiosque e pernas :) 30 minutos muito intensos!
beijinhos
http://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

MANUAL DA MODA disse...

Subscrevo na integra o que disse a Tulipa Negra. Não consigo imaginar a minha vida sem as minhas duas irmãs. Elas são tudo para mim. Não existe apoio, alegria, companheirismo e amor igual (independentemente de passarmos por fases, que por vezes, nos apeteça estrangulá-las...)
http://manual-da-moda.blogs.sapo.pt

Kaasja disse...

Hello Dear <3 Great post and your blog is wonderfull ! <3
Maybe we can follow each otcher via GFC or facebook? http://kasjaa.blogspot.com

Ana Roma disse...

Eu sou filha única e adorava ter um mano/a, acho que não nos sentimos tão sozinhos e é ótimo ter um irmao/irma sempre connosco!!